Publicada em 11/08/2017 às 08:35

Essência de Deus - Por Ricardo Oliveira

Só se encontra a verdadeira felicidade em Cristo, quando nossa doação é espontânea e alegre. Dê a Deus segundo o impulso do coração, sem nunca ser a partir dos próprios interesses.

A felicidade em Cristo e o exemplo da viúva

Só se encontra a verdadeira felicidade em Cristo, quando nossa doação é espontânea e alegre. Dê a Deus segundo o impulso do coração, sem nunca ser a partir dos próprios interesses. O Senhor nos ama de tal maneira que, nos abraça contra seu peito e diz para sermos seus servos movidos pelo mesmo amor. Nada nos faltará, pois Deus está nos amparando com suas mãos fortes, assim, doando o que temos para os irmão, teremos sempre o necessário para bem viver com plena consciência cristã. Lembramo-nos da viúva e suas duas moedas em Lucas 21,4. Jesus levantou os olhos e viu os ricos que se depositavam as suas ofertas no cofre do templo. Com sua sensibilidade, observou que uma viúva pobrezinha oferta duas moedas, e suas belas palavras foram: "Em verdade vos digo: esta pobre viúva pôs mais do que os outros. Pois todos aqueles que lançaram nas ofertas de Deus o que lhes sobra; esta, porém, deu da sua indigência, tudo o que lhe restava para o sustento". Não nos preocupemos em dá o que nos resta... Receberemos todas as coisas em abundância.

 

O valor da caridade

 

Não devemos ter medo de seguir Jesus, e onde Ele estiver o servo também estará! A viúva não teve dúvidas em seguir a Deus com seu próprio coração, e desta maneira, vem a ser a essência de Deus, o abandonar os próprios propósitos e servir aos do Mestre e Senhor. É viver a sua poética arte de se doar. Cristo em sua grandeza divina, caminhou humanamente ao lado dos leprosos, dos cegos, coxos e mostrou diante dos Sumo Sacerdotes qual o valor de se acolher as pessoas. Qual o sentido da caridade. O legado que recebemos de Cristo é a profundidade da misericórdia que vem através do ato de se desnudar de nós mesmos e dá lugar ao amor. Este amor envolvente, ação do Espírito Santo, pelo qual somos guiados pela fé, e esta fé nos lança a descobrir a realidade da face de Cristo. E a realidade é esta: Jesus esteve com fome, sede, preso, nu e o que fizemos? O que podemos oferecer a Deus? Será que vimos o brilho dos olhos de Cristo em nosso semelhante? O que nos faz sermos caridosos?

 

Ricardo Oliveira: Cientista da Religião, Professor, Poeta desde 2003, Especialista em Gestão e Docência em Educação Integral. Colabora com diversos jornais desde 2008. Coluna VERSOS PARA DEUS (n°12) - escrita em 10/08/2017. E-mail: oliveirapoeta.oliveira@gmail.com. Grupo no Facebook: Coluna Versos para Deus.

Autor: Ricardo Oliveira
Fonte: jornalcristao.com.br

Comente com o Facebook