Publicada em 11/08/2017 às 08:43

Deputado Jesuíno visita Unisp Sul recém-inaugurada e constata precariedades no prédio

“É inaceitável um prédio dessa importância, com custo elevadíssimo fica desta forma. Equipamentos que foram entregues novos e já estão com problemas” concluiu.

Após receber informações sobre a precariedade no prédio da Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), localizada na Rua Três e Meio, zona sul da capital, o deputado estadual Jesuíno Boabaid (PMN) foi in loco para averiguar a denúncia.

No prédio, Boabaid verificou que em vários pontos da Unisp, algumas formas piso tátil, fixadas no chão para auxiliar deficientes visuais, já haviam se desprendido. Banheiros do prédio estavam interditados e/ou em manutenção. “Esse (banheiro) aqui está entupido há muito tempo e até agora não foi resolvido o problema” relatou um servidor que preferiu não se identificar.

O elevador que facilitaria o acesso de cadeirantes e demais pessoas que necessitam utilizar os pisos superiores também está sem funcionar. “Primeiramente instalaram o elevador, mas não funcionou, pois, uma peça havia sido instalada de forma errada. Após isto a peça foi trocada, mas o elevador continua sem funcionar” comentou o trabalhador.

Um grande gerador instalado na Unisp é outro problema sem solução. Relatos são de que o essencial e caro aparelho nunca funcionou.

O deputado Jesuíno afirmou que entrará em contato com a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e com os responsáveis pelo Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica do Estado de Rondônia (Pidise), responsável pela construção da Unisp, buscando informações sobre os motivos para que a Unisp esteja nesse estado crítico.

“É inaceitável um prédio dessa importância, com custo elevadíssimo fica desta forma. Equipamentos que foram entregues novos e já estão com problemas” concluiu.

Autor: Assessoria
Fonte: Jornal Cristão

Comente com o Facebook