Publicada em 12/02/2018 às 14:03

A Luta e a armadura do crente (1)

Sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo... combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Milita a boa milícia da fé. (2 Timóteo 2:3; 4:7; 1 Timóteo 6:12).

Resultado de imagem para soldado de Jesus CristoSofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo... combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Milita a boa milícia da fé. (2 Timóteo 2:3; 4:7; 1 Timóteo 6:12).

“A vida do crente não é um passeio, dizia, com frequência, um crente idoso. É claro que aceitar a Jesus como Salvador é ter o gozo do perdão, a paz de coração, a segurança dos cuidados do Senhor. Mas, além disso, alcançado pelo amor de Cristo, o crente deseja seguir fielmente a seu Mestre. Esse é o itinerário de sua nova vida. Porém, logo se encontra com obstáculos: Satanás, o inimigo, por não poder tirar-lhe a salvação (João 10:28), fará todo o possível para evitar que o crente cumpra seu objetivo.

Quando falamos de inimigo temos que falar de luta. Aqui se trata de uma luta espiritual. Apesar de ter sido vencido pelo Senhor Jesus na cruz, Satanás continua sua, usando a força “como leão bramando” (1 Pedro 5:8), ou a astúcia como uma serpente (2 Coríntios 11:3). Ele tenta desviar os filhos de Deus da esperança cristã e de sua missão como testemunhas. Essa batalha tem que ser enfrentada com uma “armadura espiritual” apropriada, mencionada de modo figurado em Efésios 6:14-17. Ao escrever a carta aos efésios, o apóstolo Paulo estava na prisão, vigiado por um soldado romano. Nela, ele expõe esse ensinamento prático utilizando os elementos da armadura dum soldado pronto para a batalha. Essa armadura permitirá ao crente resistir e manter-se firme contra os ataques de Satanás.

Continua

Autor: chamada.com.br
Fonte: chamada.com.br

Comente com o Facebook